Difícil de entender, mas…

A foto era um simples teste para saber como a câmera se comportava nas baixas luzes, a opção foi faze-lo ao crepúsculo de forma a avaliar o resultado final em uma imagem impressa. Achei bastante satisfatória o resultado ao examinar uma ampliação no tamanho A4. Resolvi fazer uma ampliação maior e pedi uma print em tamanho A2, a intenção era ver o quanto aguentava de ampliação em condições de luz critica. Ao ir retirar a imagem obviamente a abri para uma olhadinha básica e fiquei bastante satisfeito, foi quando uma pessoa perguntou ser eu o artista. Respondi que sim, era eu o fotógrafo. E a resposta venho de uma forma positiva e surpreendente. –É uma boa imagem. Vai agradar a colecionadores, podemos negociar.

Susto total de minha parte, é uma imagem teste sem pretensão de nada e escuto isso de uma pessoa na cidade de New York onde muitas fotografias são negociáveis. Perplexo e me perguntando até hoje o que é arte? Não sei responder, mas para aquele senhor que me abordou, dono de uma galeria localizada perto do marco zero a arte estava nessa imagem abaixo:

-9841

Anúncios

~ por Pepe Mélega em 20/07/2014.

Uma resposta to “Difícil de entender, mas…”

  1. A arte da simplicidade, no ato de estar lá, na maneira como se trata uma foto não esteticamente mais como uma história. A arte as vezes estar no ato de fazer, a arte de viver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: