Biguatinga, sempre ela !

Biguatinga (Anhinga anhinga) sempre um desafio (Foto: Pepe Mélega)

Sempre que estou fotografando para a revista Pesca & Companhia tenho oportunidade de registrar cenas da natureza que tanto me fascinam. Nessa viagem, agosto/2010 pelas águas do rio Kuluene, não foi diferente e consegui alguns bons registros de aves que adoro e não são fáceis de se fotografar. Uma delas é essa acima – A Biguatinga – são ariscas, nem sempre a luz é boa e há uma grande possibilidade de não se ter um nitidez boa, mas não por falta de foco e sim pela ausencia de luz e velocidade alta ao se fazer o registro.
Passei a usar ISO elevado nesse tipo de imagem para contar com velocidades superiores a 1/2000 e venho conseguindo alguns resultados que me agradam. Hoje em dia meu set de câmera comum para fotos de pássaros é ISO – 1250, Abertura F 8 e velocidade superior a 1/1250. O equipamento? Uma Canon EOS 5D Mk II e a lente mais comum é uma 400mm L 5,6, leve e rápida para me garantir bons click (s) apesar de sempre estar em pequenas embarcações de alumínio de 5 metros de comprimentos que não são lá muito estáveis para garantir uma boa base na hora do click.
A luz sempre está ganhando um reforço de preenchimento oriundo de uma unidade de flash 580 EX II, fundamental para garantir mais detalhes na penugem.

No caso das biguatingas o grande problema se encontra do pescoço em direção à cabeça, pois ela se movimenta muita nessa região e nem sempre percebemos e o que parece estar, aos nossos olhos, parado está se movimentando rapidamente comprometendo uma nitidez extrema. Por isso a importância de usar velocidades altas nessas condições de click e garantir o máximo possível de nitidez.

Nessa imagem me agrada o movimento, a camuflagem em meio a vegetação e um resultado muito próximo do que considero adequado. A luz não foi a ideal, já estava um pouco alta em virtude do horário, mas oportunidades não são para serem perdidas. O set no momento do click, velocidade 1/2000 em ISO 1250 com abertura em F 8 + um flash de preenchimento, a lente no limite 400mm com aproximadamente uns 15 m de distancia entre o fotógrafo e a modelo. Abs

Anúncios

~ por Pepe Mélega em 24/08/2010.

6 Respostas to “Biguatinga, sempre ela !”

  1. UAU! Sempre fui admirador deste tipo de imagem, embora não curta fazê-las. Muito bacana poder ver – e ler – aqui.
    Gostei da postagem – e da foto. Parabéns!

    • Obrigado Stefano, é uma pratica difícil e de sacrifícios. É preciso gostar e se dedicar, mas há boas recompensas quando temos imagens adequadas. Abs

  2. Algumas oportunidades são únicas. E tem-se que aproveitá-las.
    Parabéns!

  3. Boa, Pepe. Parabéns! Bom fazer o que se gosta e ainda sermos pagos por isso, não?

  4. A dificuldade para executar esta foto não transparece na beleza, na plasticidade e na composição desta foto. É ótimo poder ouvir de quem a fez a verdade por trás do click. Admiro seu trabalho, sua competência e sua humildade.

  5. Pepe, como amante da pescaria e fotografia, estou sempre de olho no seu blog, meu set fotográfico ainda é modesto e compartilho da dificuldade de fotos destas aves, mas em recente viagem ao Vale do Gauporé registrei esta e outras fotos http://www.flickr.com/photos/mjsarturi/4984419479/, iso 1.600 vel 1/4000 f8 lente 300mm, a bordo de um barco. Parabéns pelo blog toda semana estou dando uma espiadinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: